Home > Sessões Ordinárias > Veto do Executivo ao reajuste da bolsa dos universitários marca sessão ordinária realizada na Câmara Matense

Veto do Executivo ao reajuste da bolsa dos universitários marca sessão ordinária realizada na Câmara Matense

Nesta terça-feira (18/06), aconteceu a 17ª sessão ordinária do primeiro período legislativo da Câmara Municipal de Mata de São João. Dos 13 vereadores que compõem a Casa, sete estavam presentes.

Na pauta da sessão estavam duas indicações: uma do vereador Paulo Henrique (SD) determinando que o setor competente da prefeitura, adote as devidas providências para sanar o alagamento que vem ocorrendo na Travessa Guanabara. Outra indicação foi do vereador Elcio Ramayana (PR), solicitando a construção de um módulo policial no JK.

O grande destaque foi o veto do prefeito Marcelo Oliveira ao projeto de lei nº 021/2019, de autoria do Legislativo, que reajusta em 100% os valores da Bolsa Faculdade dos universitários matenses. Após leitura das razões e justificativas da prefeitura para o veto, todos os parlamentares manifestaram indignação com a atitude do Executivo.

“Nós sabemos que essa responsabilidade em relação ao transporte universitário é da prefeitura de Mata de São João. Nós não estamos falando aqui de Guma, nós estamos falando de sonhos, de expectativas para o futuro de cada jovem de nossa cidade. É necessário que não façamos aquilo que foi feito com os trabalhadores de Mata de São João. Os universitários não podem servir de peteca ou massa de manobra para se fazer política na cidade”, disse o vereador Paulo Henrique.

“Sabemos que a prefeitura tem dinheiro em caixa, são R$50 milhões. Nós temos autonomia para derrubar esse veto e espero que todos os vereadores se sensibilizem a causa dos universitários”, comentou Sérgio Bogoió (PSD).

“No primeiro momento o prefeito disse que aprovaria, agora, não sei por qual motivo, ele resolveu vetar o projeto aprovado também por toda a base dele nesta Casa. Nosso projeto não fala de alteração de estrutura como eles alegam aqui na mensagem e sim de aumento no valor da bolsa dos universitários. Prefeito descumpre com a palavra que ele deu e nós vamos derrubar o veto sim e mostrar que essa Câmara não é subserviente aos mandos do executivo”, disse Pastor Sandro (PRB).

“Prefeito como é que o senhor não dá o aumento de 100% aos universitários. Isso é uma vergonha. É assim que o prefeito trabalha pela educação. Não tem dinheiro para pagar aos universitários, mas tem para investir em publicidade”, indagou o vereador Elcinho (PR).

“Lamentar mais uma vez a ausência dos colegas vereadores da base do governo, assim como também o veto do prefeito ao projeto que beneficia os universitários da cidade. A prefeitura tem orçamento sim para conceder esse reajuste na bolsa do Guma, então é um grande engodo que Marcelo Oliveira faz”, disse Tiago de Zezo (PT).

“Imagine o prefeito vetar um projeto que foi aprovado nesta casa até pelos vereadores d lado deles. Agora quero ver como vai ficar a situação dos vereadores perante os universitários, perante a comunidade matense. Os vereadores da base não comparecem há duas sessões seguidas e estamos aqui impossibilitados de votar vários projetos por falta de quórum”, comentou o vereador Paulo Bolinha (PR), que presidiu a sessão ordinária.

Agora o veto encaminhado pela prefeitura municipal segue para a Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Casa Legislativa.

Deixe seu comentário